secretaria@tupinamba.adv.br
55 (21) 2524-7799 / 2533-7137

TST destaca que empresa é condenada por não informar reprovação em processo seletivo

Veja os destaques desta edição:

(1:03) A Seção Especializada em Dissídios Coletivos (SDC) do Tribunal Superior do Trabalho manteve a extinção de dissídio coletivo de natureza econômica instaurado pelo Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico de Criciúma e Região (SC) porque a entidade não publicou edital de convocação para a assembleia geral em jornal que circule em todas as cidades da sua base territorial.

(07:04) A Segunda Turma TST condenou a Yazaki do Brasil ao pagamento de indenização a um candidato que estava em fase avançada de negociação para um alto cargo e não foi avisado da contratação de outra pessoa. Para a Turma, a conduta caracteriza má-fé contratual, com violação dos deveres de lealdade e informação.

(9:29) A trajetória da presidente do Tribunal Superior do Trabalho e do Conselho Superior da Justiça do Trabalho é tema de reportagem especial. Ministros e servidores falam da convivência com a ministra, que se destaca pela condução da Justiça do Trabalho na pandemia.

(19:03) O procurador-geral do Trabalho, Alberto Bastos Balazeiro, foi indicado pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, para ocupar a vaga de ministro do Tribunal Superior do Trabalho. A vaga foi aberta em decorrência da aposentadoria do ministro Brito Pereira e é destinada ao Ministério Público do Trabalho. A indicação foi publicada no Diário Oficial da União.

O Revista TST é exibido pela TV Justiça às sextas-feiras, às 19h30. O programa é reprisado aos domingos, às 3h; segundas, às 7h; terças, às 20h30; e às quintas, às 22h. Todas as edições também podem ser assistidas pelo canal do TST no YouTube: www.youtube.com/tst.