secretaria@tupinamba.adv.br
55 (21) 2524-7799 / 2533-7137

Mantida responsabilidade da ECT em acidente que vitimou terceirizado

A Terceira Turma do Tribunal Superior do Trabalho (TST) rejeitou o recurso da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) contra a condenação, de forma subsidiária, ao pagamento de indenização à esposa de um motorista terceirizado de Governador Valadares (MG). O trabalhador morreu em acidente de trabalho.

Segundo a Turma, a condenação da empresa tomadora de serviços decorre da presença dos elementos caracterizadores da responsabilidade civil. Entenda o caso com o repórter Daniel Vasques.

Processo: ARR-1614-63.2014.5.03.0059

Confira outras notícias do Tribunal Superior do Trabalho em: http://www.tst.jus.br