secretaria@tupinamba.adv.br
55 (21) 2524-7799 / 2533-7137

Guia para realização de Exposições Virtuais – Projeto

 

   O projeto é o documento que formaliza às autoridades superiores do órgão a intenção do setor de memória de realizar uma exposição. Neste documento, é apresentada uma justificativa da realização do trabalho, bem como o contexto do assunto abordado no âmbito do órgão, os objetivos a serem alcançados e o material que integrará a mostra virtual (Ver ANEXO I ao fim da apresentação).
 
Passo a passo – pesquisa/criação

 

  1.    O passo inicial consiste em verificar se o tema de exposição proposto encontra-se em consonância com os valores e com a missão institucional do órgão. Como exemplo, o TST realiza pesquisas e exposições ligadas ao tema trabalho e suas diversas vertentes: trabalho feminino, trabalho seguro, trabalho infantil, as relações de trabalho ao longo do tempo, entre outros;
  2.    Iniciam-se as pesquisas pela equipe responsável pelo resgate da memória. No primeiro momento, todos os profissionais ligados ao projeto são estimulados a estudar de forma livre e ampla, geralmente por duas semanas, o assunto que será trabalhado. Após esse período inicial é realizado um brainstorm entre os envolvidos. Neste momento, uma rica discussão acerca da escolha dos tópicos e subtópicos é realizada. A pluralidade de opiniões e a interdisciplinaridade no estudo dos temas é necessária, tendo em vista que a exposição virtual destina-se aos mais diversos tipos de público;
  3.    Feita a seleção, as pesquisas são iniciadas pela equipe. Importante salientar a busca por fontes confiáveis e seguras. A internet possui um imensurável acervo de reportagens, fotos e trabalhos acadêmicos divulgados. Nesse sentido, não é de se surpreender que muito do que é divulgado na rede mundial de computadores não encontra amparo verdadeiro na história e na realidade. Portanto, é fundamental que a pesquisa seja baseada em referências seguras e fidedignas;
  4.    Em relação ao ponto anterior, a equipe responsável baseia-se nas normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), de modo que todas as citações diretas de livros, artigos, papers, páginas da internet são citadas conforme o orientado pela ABNT, visando assegurar a integridade da informação veiculada e preservando os direitos de reprodução dos autores citados. Em relação às fotos e demais imagens utilizadas, geralmente são utilizadas imagens cuja reprodução possa ser feita de maneira livre, como por exemplo as encontradas no Google Imagens que podem ser filtradas a partir da sua restrição ou não de reprodução no campo “Direitos de Uso”. Quando utilizadas fotografias mais específicas, pode ser requerida a autorização do fotógrafo/autor ou, no caso de obras de arte, do artista autor da obra.
  5.    Cada anotação, texto ou fotografia retirada deverá vir acompanhada de sua respectiva fonte.
  6.    Concluídas as pesquisas, organiza-se os tópicos em um único documento;
  7.    O texto segue para a equipe da área de comunicação, responsável pela diagramação, formatação e construção da identidade visual da exposição virtual, fundamental para que o texto produzido a partir das pesquisas ganhe um caráter de exposição, observando os aspectos de acessibilidade e comunicação.
  8.    Agora cabe aos responsáveis pela área de tecnologia da informação realizarem o upload do material construído no endereço oficial da exposição.
  •    Em algumas situações (autorização da exposição, aprovação dos textos e design gráficos), a equipe responsável pelas pesquisas solicita o referendo da autoridade competente, Ministro Presidente da Comissão de Documentação do TST, função atualmente desempenhada pelo Ministro Maurício Godinho Delgado. Tal referendo da autoridade competente dá-se pela necessidade de, no âmbito do Tribunal Superior do Trabalho, as ações vinculadas à área de Memória tenham relação com as demais ações realizadas pelo próprio Tribunal.
     

 

Voltar

Guia para realização de Exposições Virtuais – Projeto

 

   O projeto é o documento que formaliza às autoridades superiores do órgão a intenção do setor de memória de realizar uma exposição. Neste documento, é apresentada uma justificativa da realização do trabalho, bem como o contexto do assunto abordado no âmbito do órgão, os objetivos a serem alcançados e o material que integrará a mostra virtual (Ver ANEXO I ao fim da apresentação).
 
Passo a passo – pesquisa/criação

 

  1.    O passo inicial consiste em verificar se o tema de exposição proposto encontra-se em consonância com os valores e com a missão institucional do órgão. Como exemplo, o TST realiza pesquisas e exposições ligadas ao tema trabalho e suas diversas vertentes: trabalho feminino, trabalho seguro, trabalho infantil, as relações de trabalho ao longo do tempo, entre outros;
  2.    Iniciam-se as pesquisas pela equipe responsável pelo resgate da memória. No primeiro momento, todos os profissionais ligados ao projeto são estimulados a estudar de forma livre e ampla, geralmente por duas semanas, o assunto que será trabalhado. Após esse período inicial é realizado um brainstorm entre os envolvidos. Neste momento, uma rica discussão acerca da escolha dos tópicos e subtópicos é realizada. A pluralidade de opiniões e a interdisciplinaridade no estudo dos temas é necessária, tendo em vista que a exposição virtual destina-se aos mais diversos tipos de público;
  3.    Feita a seleção, as pesquisas são iniciadas pela equipe. Importante salientar a busca por fontes confiáveis e seguras. A internet possui um imensurável acervo de reportagens, fotos e trabalhos acadêmicos divulgados. Nesse sentido, não é de se surpreender que muito do que é divulgado na rede mundial de computadores não encontra amparo verdadeiro na história e na realidade. Portanto, é fundamental que a pesquisa seja baseada em referências seguras e fidedignas;
  4.    Em relação ao ponto anterior, a equipe responsável baseia-se nas normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), de modo que todas as citações diretas de livros, artigos, papers, páginas da internet são citadas conforme o orientado pela ABNT, visando assegurar a integridade da informação veiculada e preservando os direitos de reprodução dos autores citados. Em relação às fotos e demais imagens utilizadas, geralmente são utilizadas imagens cuja reprodução possa ser feita de maneira livre, como por exemplo as encontradas no Google Imagens que podem ser filtradas a partir da sua restrição ou não de reprodução no campo “Direitos de Uso”. Quando utilizadas fotografias mais específicas, pode ser requerida a autorização do fotógrafo/autor ou, no caso de obras de arte, do artista autor da obra.
  5.    Cada anotação, texto ou fotografia retirada deverá vir acompanhada de sua respectiva fonte.
  6.    Concluídas as pesquisas, organiza-se os tópicos em um único documento;
  7.    O texto segue para a equipe da área de comunicação, responsável pela diagramação, formatação e construção da identidade visual da exposição virtual, fundamental para que o texto produzido a partir das pesquisas ganhe um caráter de exposição, observando os aspectos de acessibilidade e comunicação.
  8.    Agora cabe aos responsáveis pela área de tecnologia da informação realizarem o upload do material construído no endereço oficial da exposição.
  •    Em algumas situações (autorização da exposição, aprovação dos textos e design gráficos), a equipe responsável pelas pesquisas solicita o referendo da autoridade competente, Ministro Presidente da Comissão de Documentação do TST, função atualmente desempenhada pelo Ministro Maurício Godinho Delgado. Tal referendo da autoridade competente dá-se pela necessidade de, no âmbito do Tribunal Superior do Trabalho, as ações vinculadas à área de Memória tenham relação com as demais ações realizadas pelo próprio Tribunal.
     

 

Voltar