secretaria@tupinamba.adv.br
55 (21) 2524-7799 / 2533-7137

Corregedor inicia correição ordinária no TRT-11 (AM/RO)

Essa é a quarta correição ordinária realizada de modo totalmente remoto por conta da pandemia.

Fachada do edifício-sede do TRT da 11ª Região (AM/RO) - (foto: TRT-11)

Fachada do edifício-sede do TRT da 11ª Região (AM/RO) – (foto: TRT-11)

print da tela da reunião do equipe da corregedoria com os gestores do TRT-1109/11/2020 – O corregedor-geral da Justiça do Trabalho, ministro Aloysio Corrêa da Veiga, iniciou, nesta segunda-feira (9) a correição ordinária no Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região (AM/RO). Essa é a quarta correição ordinária da Corregedoria-Geral da Justiça do Trabalho (CGJT) realizada de forma totalmente virtual por conta da pandemia.

Através da plataforma de videoconferências Cisco Webex Meeting, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), as atividade foram iniciadas com uma reunião do ministro com o presidente do TRT-11, desembargador Lairto José Veloso, e o vice-presidente, desembargador José Dantas de Goes. Logo depois, corregedor-geral e a equipe da corregedoria se reuniu com a presidência e gestores do regional.

Pandemia e desemprego

O ministro destacou a inovação para que a Justiça do Trabalho pudesse dar continuidade à prestação jurisdicional e as correições ordinárias. “As reuniões correicionais acontecem sempre uma vez por ano. É um momento de integração do Tribunal Superior do Trabalho (TST) com o TRT da 11ª Região. Estamos vivendo um momento diferente, de isolamento social, que busca dar valor ao nosso bem maior, que é a nossa vida, mas sem perder de vista que nossa atividade jurisdicional não pode parar neste momento”, disse. 

O ministro ainda destacou a necessidade de atuação e um cenário de crise e desemprego. “A crise de emprego é muito grande em nosso país. As mudanças ocorreram de forma radical e nós tivemos que nos adequar para dar seguimento à prestação jurisdicional. Todos nós somos partícipies deste momento e devemos fazê-lo com proatividade”, disse. “A mudança ocorrida em nossa forma de trabalhar é difícil, traz transtornos, mas mas superar os desafios nos conforta e nos dá a certeza de que estamos fazendo algo de bom”, completou.

O ministro Aloysio Corrêa ainda participou de uma reunião com todos os desembargadores do TRT-11.

Correição

As correições ordinárias não têm forma nem figura de juízo. Nela são examinados autos, registros e documentos das secretarias e seções judiciárias. O corregedor-geral também verifica, entre outros aspectos, se os magistrados apresentam bom comportamento público, se são assíduos e diligentes na administração da Justiça, se excedem os prazos legais e regimentais sem razoável justificativa ou se cometem erros de ofício que denotem incapacidade ou desídia.

(Com informações do TRT da 11ª Região)