secretaria@tupinamba.adv.br
55 (21) 2524-7799 / 2533-7137

Boletim ao vivo | Justiça do Trabalho irá julgar ação de empregada pública não estável


                         Baixe o áudio
      

 

Na reclamação trabalhista, a empregada publica contou que foi admitida pelo Município de João Pessoa, na Paraíba, como agente administrativa de acordo com as regras da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), sem a aprovação em concurso público. Em 1990, uma lei municipal converteu para o regime estatutário os empregados admitidos antes da Constituição de 1988 e, por isso, disse que deixou de receber corretamente a sua remuneração, inclusive os valores relativos ao FGTS.

O município, em sua defesa, alegou que a lei municipal havia descaracterizado o vínculo empregatício celetista pretendido pela agente administrativa, o que afastaria a competência da Justiça do Trabalho.

O caso foi analisado pela Oitava Turma. Confira os detalhes na reportagem.