secretaria@tupinamba.adv.br
55 (21) 2524-7799 / 2533-7137
Day

setembro 28, 2021

Justiça do Trabalho é destaque em relatório do CNJ em conciliação e digitalização

O Relatório Justiça em Números foi divulgado nesta terça-feira (28).

Banner do relatório Justiça em Números 2021

Banner do relatório Justiça em Números 2021

28/09/21 - A Justiça do Trabalho foi, em 2020, o segmento do Poder Judiciário que mais promoveu conciliações: 23% dos casos foram solucionados por meio de acordo e, se considerada apenas a fase de conhecimento, o índice aumenta para 45%. Os dados constam do Relatório Justiça em Números 2021 (ano-base 2020), divulgado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) nesta terça-feira (28).

O Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região (PA/AP) apresentou o maior índice de conciliação do Judiciário, com 96% de sentenças homologatórias de acordo. Quando considerado todo o Judiciário, apenas 9,9% dos processos foram solucionados por conciliação, com 15,8% de acordos na fase de conhecimento.

Informatização

A Justiça do Trabalho também foi destaque como segmento com maior índice de virtualização dos processos, com 100% dos casos novos eletrônicos no TST e 99,9% nos Tribunais Regionais do Trabalho (99,8% no segundo grau e 100% no primeiro grau). Os índices são semelhantes em todos os TRTs e mostram um trabalho coordenado e uniforme no segmento: em 2019, a Corregedoria-Geral da Justiça do Trabalho (CGJT) criou o Selo 100% PJe como meio de incentivar os tribunais a migrarem processos físicos para o sistema eletrônico.

Instituído por meio da Resolução CNJ 345/2020, o Juízo 100% Digital é a possibilidade de o cidadão valer-se da tecnologia para ter acesso à Justiça sem precisar comparecer fisicamente nos Fóruns, uma vez que todos os atos processuais serão praticados exclusivamente por meio eletrônico e remoto, pela internet. Dos 86 tribunais brasileiros de segunda instância, apenas 18 apresentaram 100% de adesão ao projeto, dos quais 12 são da Justiça do Trabalho.

Além disso, a maior redução do valor das despesas por habitante ocorreu na Justiça do Trabalho: de R$ 102,7 em 2019 para R$ 94,49 em 2020 (-8%).

Prestação jurisdicional

O relatório também destacou que a Justiça do Trabalho apresenta o menor tempo médio de tramitação durante a fase de conhecimento no primeiro grau (apenas oito meses), seguido pela Justiça Federal (10 meses), Militar Estadual (um ano e um mês) e Estadual (um ano e 11 meses). Apesar da celeridade na fase de conhecimento, as dificuldades na execução e na constrição patrimonial resultam num tempo médio de dois anos e um mês nessa fase.

Quanto aos assuntos, há uma concentração nas verbas rescisórias, seguida de questões referentes à rescisão de contratos de trabalho. 

IPC-Jus

O Índice de Produtividade Comparada da Justiça (IPC-Jus) é um indicador que busca resumir a produtividade e a eficiência relativa dos tribunais em um escore único, que varia de 0% a 100% e compara a eficiência otimizada com a aferida em cada unidade judiciária. Na Justiça do Trabalho, a média do IPC-Jus foi de 69% no 1º grau e de 75% no 2º grau.

 Com 100% de eficiência, foram destaques, no 1º grau, os TRTs da 22ª Região (PI) e da 14ª Região (RO/AC), e, no 2º grau, os TRTs da 15ª Região (Campinas/SP) e da 18ª Região (GO).

Pandemia

O relatório ainda reforça que 2020 foi um ano atípico, em razão da pandemia da covid-19, com a adoção do trabalho remoto e a suspensão dos prazos processuais por quase 60 dias. A continuidade dos serviços essenciais da Justiça exigiu a adequação de fluxos de trabalho e a adoção de novas medidas de acesso à Justiça, como o Juízo 100% Digital e o Balcão Virtual, que compõem o Programa Justiça 4.0 e colaboram para o incremento da governança, da transparência e da eficiência do Poder Judiciário, com redução de despesas.

(VC/CF)

TST institui Programa de Integridade

O objetivo é promover medidas e ações para prevenir, detectar e punir fraudes, além de corrigir falhas sistêmicas.

Fachada do edifício-sede do TST

Fachada do edifício-sede do TST

28/09/21 - Em ato assinado nesta terça-feira (28/9), a presidente do Tribunal Superior do Trabalho, ministra Maria Cristina Peduzzi, instituiu o Programa de Integridade do Tribunal (PINTST), com o propósito de disseminar e implementar a cultura de integridade e promover medidas e ações institucionais destinadas à prevenção, à detecção e à punição de fraudes e demais irregularidades, bem como à correção das falhas sistêmicas identificadas.

A medida leva em conta a Lei Anticorrupção Empresarial (12.846/2013), que dispõe sobre a responsabilização administrativa e civil das pessoas jurídicas pela prática de atos contra a Administração Pública, bem como as disposições relativas ao programa de integridade (Decreto 8.420/2015) e a política de governança da Administração Pública Federal (Decreto 9.203/2017). Considera, ainda, a relevância da integridade para a governança pública, salvaguardando o interesse público e reforçando valores fundamentais como o compromisso com uma democracia pluralista baseada no estado de direito e no respeito dos direitos humanos.

Elementos fundamentais

Entre os elementos fundamentais que norteiam o PINTST estão a transparência, o compliance (mecanismos de controle interno e auditoria), o profissionalismo e a meritocracia, a inovação, a sustentabilidade e a responsabilidade social, a prestação de contas e o aprimoramento e a simplificação regulatória.

O programa também é norteado pelo estímulo à renovação dos cargos de chefia e assessoramento da alta administração e pela vedação ao nepotismo.

Objetivos

São objetivos do programa, entre outros, fomentar ambiente íntegro e confiável, incorporar padrões elevados de conduta pela alta administração, fomentar o uso dos canais de denúncia e de representação sobre  desvios éticos, ilícitos administrativos, fraude e corrupção e promover a prevenção, a detecção, a remediação e a punição às  ocorrências de violação de integridade.

Caberá a Unidade de Gestão da Integridade, instituída pelo Ato elaborar e submeter a Presidência do TST a proposta de Plano de Integridade, com os objetivos, metas, ações estratégicas e diretrizes para os planos de comunicação e de capacitação. 

Leia a íntegra do Ato GDGSET.GP.250/2021.

Episódio sobre ansiedade e saúde mental encerra terceira temporada do “Jornada”

Programa mostra como a infodemia decorrente do coronavírus aumentou os índices de ansiedade na população brasileira

Banner do programa Jornada

Banner do programa Jornada

28/09/21 – O quinto e último episódio da terceira temporada do programa Jornada aborda uma doença que afeta quase 19 milhões de brasileiros: a ansiedade. Também mostra como o excesso de informações, a chamada infodemia, influi negativamente na saúde mental. Casos assim foram cada vez mais frequentes durante a crise sanitária decorrente da covid-19. 

Esta edição apresenta relatos de profissionais que lidam com quadros de ansiedade no dia a dia. A jornalista Maíra Elluké é uma delas. Ela fala dos prejuízos trazidos pela doença a médio e longo prazos. Já o psicólogo Arthur Scarpato destaca o aumento substancial do uso de medicamentos controlados. Outra entrevistada, Lella Malta, conta como é viver com transtorno de ansiedade há quase 20 anos.  

O programa também ouviu um neurologista. O médico Keller Alves aponta que, diante de sintomas de ansiedade, é necessário tratamento multidisciplinar. Ele ensina técnicas ligadas às quatro formas de inteligência humana usadas para treinar o organismo a lidar com as decepções da vida, além de outros aspectos inerentes aos métodos terapêuticos utilizados no combate às doenças desse tipo. 

Assista ao Jornada: 


Serviço – Jornada

Periodicidade: semanal, com publicações sempre às segundas-feiras.
Horário: 12h
Onde assistir: TST Tube – www.youtube.com/tst e TV Justiça (quartas – 20h45) 

(LS/AB/RT)

Episódio sobre ansiedade e saúde mental encerra terceira temporada do “Jornada”

Programa mostra como a infodemia decorrente do coronavírus aumentou os índices de ansiedade na população brasileira

Banner do programa Jornada

Banner do programa Jornada

28/09/21 – O quinto e último episódio da terceira temporada do programa Jornada aborda uma doença que afeta quase 19 milhões de brasileiros: a ansiedade. Também mostra como o excesso de informações, a chamada infodemia, influi negativamente na saúde mental. Casos assim foram cada vez mais frequentes durante a crise sanitária decorrente da covid-19. 

Esta edição apresenta relatos de profissionais que lidam com quadros de ansiedade no dia a dia. A jornalista Maíra Elluké é uma delas. Ela fala dos prejuízos trazidos pela doença a médio e longo prazos. Já o psicólogo Arthur Scarpato destaca o aumento substancial do uso de medicamentos controlados. Outra entrevistada, Lella Malta, conta como é viver com transtorno de ansiedade há quase 20 anos.  

O programa também ouviu um neurologista. O médico Keller Alves aponta que, diante de sintomas de ansiedade, é necessário tratamento multidisciplinar. Ele ensina técnicas ligadas às quatro formas de inteligência humana usadas para treinar o organismo a lidar com as decepções da vida, além de outros aspectos inerentes aos métodos terapêuticos utilizados no combate às doenças desse tipo. 

Assista ao Jornada: 


Serviço – Jornada

Periodicidade: semanal, com publicações sempre às segundas-feiras.
Horário: 12h
Onde assistir: TST Tube – www.youtube.com/tst e TV Justiça (quartas – 20h45) 

(LS/AB/RT)

Eventos – Próximos Eventos

Próximos Eventos Institucionais
 

 

Seminário do Lorem ipsum dolor

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Morbi justo orci, tristique nec tellus nec, pretium sodales nisi. Nunc vulputate non nunc ut ullamcorper. Nunc vulputate non nunc ut ullamcorper. Nunc vulputate non nunc ut ullamcorper. 

Data: 19/08/2021 a 20/08/2021

 

 

Seminário do Lorem ipsum dolor

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Morbi justo orci, tristique nec tellus nec, pretium sodales nisi. Nunc vulputate non nunc ut ullamcorper. Nunc vulputate non nunc ut ullamcorper. Nunc vulputate non nunc ut ullamcorper. 

Data: 19/08/2021 a 20/08/2021

 

 

Seminário do Lorem ipsum dolor

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Morbi justo orci, tristique nec tellus nec, pretium sodales nisi. Nunc vulputate non nunc ut ullamcorper. Nunc vulputate non nunc ut ullamcorper. Nunc vulputate non nunc ut ullamcorper. 

Data: 19/08/2021 a 20/08/2021